botanico07.jpg.640x340_q85_crop Sustentabilidade 

Curitiba – capital mundial da conservação.

Foto: Jardim Botânico de Curitiba

por: NQM COMUNICAÇÃO

Durante cinco dias, mais de 50 especialistas em conservação de diversas partes do mundo participarão de evento que contará com a presença da ONU.

Nesta semana, Curitiba (PR) será transformada na capital internacional da conservação da natureza. De 21 a 25 de setembro, acontecerá no ExpoUnimed, o VIII Congresso Brasileiro de Unidades de Conservação (CBUC), um dos maiores eventos de conservação da América Latina. Realizado pela Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza em comemoração aos 25 anos da ONG, o VIII CBUC reunirá mais de 50 palestrantes nacionais e internacionais. O objetivo do evento é aproximar as discussões relativas à conservação da natureza da vida das pessoas.

A abertura do evento acontece nesta segunda-feira (21), a partir das 20h, no Teatro Positivo, com a participação da diretora executiva da Fundação Grupo Boticário, Malu Nunes; seu fundador, Miguel Krigsner; e seu diretor-presidente, Artur Grynbaum. Em seguida, os cerca de 1.100 participantes do VIII CBUC serão recepcionados com um show da Big Time Orchestra.

Nas conferências e painéis, serão abordados vários aspectos das áreas protegidas terrestres e marinhas, como a “Biodiversidade e o Desenvolvimento Econômico”, “Relação entre as Mudanças Climáticas Globais e a Diversidade Biológica”, “Estratégias e Modelos de Gestão de Áreas Protegidas” e “Consolidação dos Sistemas de Áreas Protegidas”.

Dentre os destaques da programação, estão conferências como: ‘A conservação da natureza e a vida em sociedade’, que será proferida por Ryan Hreljac, canadense que levou água limpa para mais de 800 mil pessoas ao redor do mundo; e ‘Ferramentas de engajamento, cidadania e construções coletivas’, abordada por Sue Gardner, Diretora do Programa de Gestão de Parques da Golden Gate (USA). Também participará do CBUC, Albert Appleton, que foi o responsável pela proteção dos mananciais que abastecem Nova Iorque, garantindo que a cidade não passasse por uma crise hídrica na década de 90.

Entre os palestrantes brasileiros estão a ambientalista e ex-senadora Marina Silva, que falará sobre inspirações para a conservação da natureza, abordando também o movimento socioambiental no Brasil; e o cineasta Fernando Meirelles, que abordará o cinema como estratégia de mobilização e formação de parcerias. Além de seus trabalhos mais conhecidos como diretor dos filmes ‘Cidade de Deus’, ‘Ensaios sobre a Cegueira’ e ‘O Jardineiro Fiel’, Meirelles foi o produtor do documentário ‘A Lei da Água’, que mostra as mudanças e consequências do novo Código Florestal.

A programação do Congresso contempla ainda a presença de representantes da Convenção da Diversidade Biológica (CDB) pela primeira vez no Brasil. Esse órgão, que é vinculado à Organização das Nações Unidas, promoverá um simpósio sobre negócios e biodiversidade, mostrando que é possível construir planos de sustentabilidade que aproximem os negócios da conservação da natureza, garantindo uma relação harmônica entre ambos.

O VIII CBUC também contará com a V Mostra de Conservação da Natureza, evento paralelo no qual serão expostos em painéis informativos 167 trabalhos técnicos sobre conservação, de estudiosos de todo o país. Além de conhecer as iniciativas em conservação de instituições e pesquisadores, os visitantes poderão viajar sem sair do lugar e aprender sobre a biodiversidade brasileira por meio de jogos interativos. Esses games e outras atrações como um cinema sensorial 4D 360º fazem parte da Conexão Estação Natureza, exposição que está rodando o Brasil com o objetivo de aproximar as pessoas da conservação da natureza e que estará no evento.

Os interessados em participar do VIII CBUC podem se inscrever na secretaria do congresso, no ExpoUnimed, nos seguintes dias e horários: de 22 a 24/09, das 8h às 18h30 e no dia 21/09, das 14h às 20h30. A participação na Mostra é gratuita e os valores para as demais atrações serão de R$ 1.000 para profissionais e R$ 600 para estudantes, funcionários públicos de órgãos ambientais, mediante comprovação.

Posts Relacionados

Deixe um Comentário