centro-avancado.jpg.640x340_q85_crop Ciência e Tecnologia 

Novo centro avançado oferece apoio à inovação tecnológica.

Por Keite Marques, da Assessoria de Comunicação da EESC.

Com o objetivo de aproximar alunos, pesquisadores e grandes empresas de tecnologia, representantes da Escola de Engenharia de São Carlos (EESC) da USP assinaram, no último dia 28 de janeiro, um convênio com o Instituto Inova, gestor do Parque Eco Tecnológico Damha (Ecotec Damha) para a implantação do Centro Avançado EESC para apoio à Inovação, o EESCin. Suas atividades devem ter início no mês de março — com um escritório alocado no Centro de Inovação do Ecotec Damha, em São Carlos (interior de São Paulo) — e irão apoiar a transferência para o mercado de conhecimentos científicos e tecnológicos desenvolvidos nos laboratórios da Escola, promovendo a formação empreendedora em todos os níveis de ensino.

Entre suas ações, o EESCin irá acolher projetos de pré-incubação de tecnologias que estão em gestão nos departamentos e programas de pós-graduação da Escola ou que resultem de suas atividades de graduação e extensão universitária. “Estamos renovando a matriz de ensino da EESC e a formação dos engenheiros, desta forma o apoio ao empreendedorismo e a gestão da informação fazem parte da meta, uma vez que iremos trabalhar na transferência de conhecimento para o meio industrial”, destacou o vice-diretor da EESC, Sergio Proença.

O Centro busca também estimular a transformação de ideias e tecnologias em produtos e processos inovadores e a criação de empresas de base tecnológica. Nesse sentido, tem como missão incentivar a cultura empreendedora e a manifestação criativa na comunidade acadêmica e promover a interação entre empreendedores, instituições de ensino e pesquisa, empresas, órgãos governamentais, agentes financeiros e a EESC.

Projetos 

Serão desenvolvidos seis tipos de projetos, sendo três deles voltados para o apoio à inovação e os demais para a formação empreendedora de pesquisadores e alunos que se enquadrem nas áreas: de pesquisa aplicada; de fomento para a incubação ou desenvolvimento de tecnologia; de participação em competições de inovação; de ensino com foco em Project Based Learning e de estudo de casos reais de empresas.

O EESCin também dará assessoria e apoio às ideias empreendedoras que surgirem entre os estudantes, professores e técnicos da EESC, ajudando-os a amadurecer seus projetos de novos negócios, além de aumentar a empregabilidade dos alunos, mostrando outras possibilidades profissionais e proporcionando um diferencial competitivo em suas carreiras, além de difundir na comunidade da EESC a cultura empresarial e as tecnologias de gestão.

Para o presidente do Instituto Inova, José Octavio Armani Paschoal, essa assinatura é um marco para o Instituto. “É o sonho de todo parque tecnológico ter uma universidade desse porte como parceira, e agora com os cursos de engenharia da USP junto com a gente, com certeza vamos atrair mais empresas, servindo de motivação”, ressaltou.

O Parque Ecotec Damha, localizado em São Carlos (interior de São Paulo) conta com uma área de 1 milhão de m² divididos em duas fases de implantação. A primeira, com 460 mil m², compreende dois condomínios empresariais, com o Centro de Inovação, com o Centro de Ciência, Inovação e Tecnologia em Saúde (CITESC) – em construção –, além das áreas de serviços gerais (bancos, restaurantes, comércio e outros serviços – em fase de projeto pelos empreendedores). Na segunda fase ocorrerá a expansão do Parque Tecnológico para mais 540 mil m², nos quais estão previstos outros dois condomínios empresarias de base tecnológica.

Posts Relacionados

Deixe um Comentário