geladeira-velha Sustentabilidade 

Saiba mais sobre como descartar seu freezer e sua geladeira usados.

Por Gazin Atacado

Quando o freezer ou geladeira possuir danos que não são passíveis de conserto, a única saída é fazer o descarte para a reciclagem.

Eles estão em domicílios dos quatro cantos do país para refrigerar e conservar alimentos, mas nem sempre duram o tempo esperado ou necessitam ser trocados por um modelo de última geração. Estamos falando dos freezers e geladeiras que são indispensáveis na vida moderna, seja para a rotina em família, a dois ou sozinho.

Uma questão importante, no entanto, é saber como descartar esses eletrodomésticos quando surge a necessidade de trocá-los. O consumidor deve partir do princípio de que, a geladeira ou freezer podem ser reaproveitados por outra pessoa – quando estiver funcionando de forma eficaz – ou entregue para a reciclagem, de forma a evitar a poluição e incentivar as práticas sustentáveis.

De acordo com o Panorama dos Resíduos Sólidos no Brasil (Edição 2013), pelo menos 7,5 milhões de toneladas de resíduos sólidos urbanos estão sendo descartados de maneira inapropriada pela população.
Levando para lojas de artigos usados

O freezer ou geladeira que estiver em bom estado de conservação pode ser levado para lojas que trabalham com móveis e eletrodomésticos usados, onde serão avaliados e comprados para posterior revenda.

Com essa opção, o usuário consegue reaver parte do dinheiro investido – embora seja um pequeno valor – e repassa o eletrodoméstico para quem está buscando bons preços.
Em alguns estados do Brasil essas lojas são chamadas de “topa-tudo” e há localizações que possuem o “Exército da Salvação”, um projeto de doação de eletrodomésticos usados, para realização de bazares beneficentes.

Opções que não podem ser aproveitadas

Quando o freezer ou geladeira possuir danos que não são passíveis de conserto, a única saída é fazer o descarte para a reciclagem. A primeira alternativa é encaminhá-lo para um depósito que reaproveita peças de ferro, alumínio e cobre, onde o eletrodoméstico será desmontado para utilização de todo o material.

A segunda opção é levá-lo para um aterro sanitário que esteja dentro das normas estabelecidas pela ANVISA. O ideal é contatar o disque entulho para fazer a remoção e o encaminhamento correto, eliminando qualquer possibilidade de poluição do ecossistema.

Cuidados especiais

Os freezers e geladeiras liberam gases tóxicos, como o clorofluorcarboneto (CFC) – que contribui para a redução da camada de ozônio – e poluentes orgânicos persistentes (POPs), como é o caso do mercúrio.

Por isso, é imprescindível fazer a eliminação sustentável desse eletrodoméstico nos aterros sanitários preparados para receber tais materiais, onde ocorrerá a extração do compressor, o tratamento e transformação dos gases e poluentes em soluções ácidas para utilização na indústria química.

Posts Relacionados

Deixe um Comentário