O COMBATE AO PRECONCEITO PODE ESTAR NO CÉREBRO?

POR – REJANE ROMANO (INSTITUTO ETHOS)    Analisar o preconceito racial sob a ótica dos mistérios do cérebro não é uma novidade. No entanto, os estudos e descobertas que veem sendo realizados expõem cada vez mais um caminho a ser trilhado e uma possibilidade de novos – e melhores – tempos. Ao identificarmos que de acordo com o mapeamento realizados pelo Instituto Ethos, através do Perfil Social, Racial e de Gênero das 500 maiores empresas do Brasil e suas ações afirmativas a igualdade racial no ambiente corporativo só será alcançada em 150…

Leia Mais